O QUE É O ENEAGRAMA ? E POR QUE ELE É UM CAMINHO EFETIVO PARA UMA VIDA MELHOR ?

O que é o Eneagrama? E por que ele é um caminho efetivo para uma vida melhor?

Por Thianne Martins*

Estudo Eneagrama desde 2010. Este mapa da consciência chamou minha atenção por alguns pontos:
  • Pela precisão no estudo da consciência e das motivações humanas;
  • Pela praticidade e efetividade na sua aplicação terapêutica e utilização no dia-a-dia, por qualquer pessoa;
  • Pela sua linhagem: uma tradição de milênios e que se desenvolveu e é compreendida por diversas culturas.
Bem, para iniciar, o Eneagrama é proveniente de uma tradição que data em torno de 4500 anos, quando foram encontradas as primeiras figuras desta mandala, que tem 9 pontas e 3 formas: um triângulo e um hexágono, conectados entre si por um círculo.
Segundo estudos, ele foi inicialmente desenvolvido para simbolizar os movimentos dos astros e as leis matemáticas universais. Falarei, em outra oportunidade, sobre estas leis, mas o importante aqui é ressaltar que, a partir deste olhar, os estudiosos começaram a se perguntar se estas mesmas leis, que regem a natureza, os astros, os movimentos, seriam também as regentes da mente humana. Sim! As mesmas leis, o mesmo mapa contemplando diferentes territórios.
O Eneagrama surgiu no Oriente Médio, com os sumérios, fez e faz parte da tradição Sufi — a vertente mística do Islã — e, quando do desenvolvimento da cidade de Alexandria, onde muitos sábios foram chamados a se reunir, o Eneagrama se fortaleceu como estudo da consciência humana.
Daí em diante, diversas influências, inclusive com os primeiros propagadores do cristianismo — conhecidos como Padres do Deserto — foram desenvolvendo a linguagem que se utiliza hoje para descrever os 9 perfis psicológicos, que são a base para se iniciar o estudo do Eneagrama.
Esta sabedoria ficou restrita por séculos, até que Gurdjieff — um místico e sábio armênio — tomou contato com o Eneagrama por sua vivência com os dervishes, na Turquia, e “traduziu” este conhecimento em uma linguagem mais ocidental, que tornou-se ainda mais didática recentemente, pelas mãos de Oscar Ichazo — com o Eneagrama das personalidades — e do psiquiatra chileno Claudio Naranjo, tornando o Eneagrama uma ferramenta utilizada tanto como caminho de vida individual, como para o desenvolvimento de equipes e lideranças em organizações.
Acima de tudo, o Eneagrama é uma ferramenta de compaixão! Um dos estudiosos brasileiros do assunto, o Padre Domingos Cunha, destaca muito este olhar, amoroso e compassivo, para que a utilização do Eneagrama não torne-se meramente uma forma de rotular as pessoas a partir dos perfis psicológicos ou eneatipos.
São 9 os eneatipos… Eles referem-se à forma como cada pessoa enxerga o mundo (enea = 9 / gramos = pontos), 9 pontos de vista… E mais que isso, 9 motivações internas, trazendo aquilo que, em essência nos move para agir no mundo e também reagir ao que nos acontece.

A partir deste olhar, o Eneagrama traz os 9 perfis, divididos em 3 grandes grupos:

  • Os viscerais (eneatipos 8–9–1), que são aquelas pessoas movidas pelo corpo, pelos instintos, em geral mais conectados com a energia física, de realização e poder pessoal. Questões de sexualidade, raiva e poder são mais presentes nesta tríade.
  • Os emocionais (eneatipos 2–3–4), regidos pelo coração, pelas emoções e voltados aos outros, tanto no sentido de perceber as necessidades alheias e ajudar, como também movidos pelo reconhecimento, carinho e acolhimento. São muito mobilizados por amor e mágoa, transitando bastante nestas emoções. São também mais ligados ao mundo interno;
  • Os racionais (eneatipos 5–6–7), movidos pela lógica, pelo que faz sentido, pela razão. Conseguem ser objetivos, muitas vezes sintetistas e desvencilhar-se das emoções… Podem, porém, deixar de tomar contato com a energia corpórea e também com as emoções.
Dentro destes grupos, temos então, os 9 tipos, dos quais darei uma breve descrição, visto que o estudo profundo dos tipos vai muito além dos números…
Cada ser humano é único e contém em si, as energias dos 9 tipos. Podemos transitar por eles, aprender com eles, utilizar cada uma de suas características para responder aos chamados e experiências que se apresentam em nossas vidas, caminhando por esta mandala.
Para cada eneatipo, há caminhos de equilíbrio e desequilíbrio. Como a mandala do Eneagrama é dinâmica, quando um tipo caminha para outro determinado eneatipo, ele pode adotar a sombra daquele tipo — seu ponto de stress, ou mesmo acolher em seu comportamento e no seu mundo interno a luz de um outro tipo — seu ponto de impulso.

Brevemente, aqui vai uma pequena descrição de cada um dos eneatipos:

TIPO 1 (ira e serenidade):
São idealistas e focados na perfeição. Esforçados e leais, desejam ambientes de clareza. Em geral são organizados e procuram explicitar seus valores. Trabalham sua personalidade e podem crescer muito como pessoas, tanto internamente quanto no trabalho. São bons líderes e capazes de serem como alicerces para o crescimento coletivo.
Quando auto-centrados, podem tornar-se ressentidos da “imperfeição” alheia ou por não conseguir fazer aquilo que consideram perfeitos, levando à frustração e raiva, insatisfação consigo e com o mundo. Podem ficar melancólicos e depressivos quando em desequilíbrio.
Porém, quando amadurecidos, abraçam a alegria e a espontaneidade, enxergando sistemicamente a vida e os acontecimentos e percebendo que a vida é perfeita do jeito que é… Tornam-se serenos, demonstram clareza e objetividade, compreendendo que os fatos são formas de crescimento e aprendizagem.
TIPO 2 (orgulho e humildade):
São pessoas profundamente interessadas pelos problemas dos demais e ocupam-se em ajudar, ser confiáveis, compreendidos e reconhecidos pelo esforço pessoal. Generosos e movidos pelo coração, com imensa disponibilidade de auxiliar.
São motivadores e torcem pelo sucesso alheio!
Por outro lado, desenvolvem uma renúncia em reconhecer suas próprias necessidades e sofrimentos… Negam o que precisam para ajudar os outros.
Se estiverem no desequilíbrio, a negação das próprias necessidades pode ser uma forma de “vangloriar-se pela sua própria virtude.
Quando imaturos ou em momentos de desequilíbrio, acabam mimando e paparicando para serem reconhecidos e tornam-se ávidos por receber elogios, tentando ser insubstituíveis… Porém, se o reconhecimento não vem, podem sentir-se humilhados, rejeitados e explorados…
Quando caminham no sentido do equilíbrio e amadurecimento de sua personalidade, tornam-se alicerces para a criação de um ambiente de cooperação, trabalho em equipe e cuidado mútuo! São capazes de reconhecer em todos o lado positivo e buscam criar um ambiente gratificante e estimulante. Como líderes são capazes de criar equipes totalmente auto-gerenciáveis.
A palavra humildade, símbolo do tipo 2, traz em si a ideia de terra fértil que, se bem cuidada, pode produzir muito e compartilhar seus benefícios com o mundo ao seu redor!
TIPO 3 (engano e verdade):
Desenvoltos e capazes de motivar pessoas para alcançar objetivos, as pessoas do eneatipo 3 são movidas por atingir resultados, alcançar o que consideram sucesso — seja qual for a forma pela qual indivíduo do tipo 3 entenda esta palavra: sucesso na carreira, ser um atleta campeão, ser visto ou ser bem sucedido nas relações…
Têm a crença interna de que, para serem amados, precisam mostrar o seu valor, realizando! Bom é o que funciona! Desta maneira, se esforçam muito e querem chegar ao fim e ao resultado!
Podem, com isso, perder-se na vaidade, no engano, buscando projetar uma imagem diferente daquilo que realmente é, caso acredite que, com isso, será reconhecido, ficando, desta forma, muito identificado com esta imagem.
São pessoas com grande tônus vital e capazes de trabalhar muito! Porém, sentem o peso do esforço, tanto do trabalho quanto das máscaras que desenvolveram para se adequar àquilo que eles acreditam que é valorizado… Quando estressados ou desequilibrados, podem sentir extremo cansaço e desconexão de si mesmos, de sua verdadeira natureza.
Porém, no seu caminho de equilíbrio, o eneatipo 3 assume sua própria verdade, alicerçado pelo contato com sua essência e com seus talentos mais originais, dando-se a oportunidade de parar e trazer à tona a esperança, a certeza de que tem seu lugar no mundo sem precisar se esforçar… Apenas sendo e manifestando aquilo que é!
São excelentes estrategistas e muito objetivos… Podem ter dificuldades de lidar com a subjetividade e sentimentos, mesmo sendo um perfil emocional, por conta das máscaras. Quando amadurecidos emocionalmente e psiquicamente, colocam seu talento em prol da coletividade, desvinculados da ambição pessoal.
São positivos, visionários e percebem as oportunidades, capazes de criar equipes equilibradas e muito bem orquestradas.
TIPO 4 (inveja e equilíbrio):
O sensível eneatipo 4 tem olhar estético, artístico, é romântico e tem grande profundidade… Adora o mundo dos sentimentos e busca as grandes verdades…
Internamente, carrega o sentimento de que algo essencial falta na vida, levando a pensar que os outros possuem qualidades que lhes faltam, por isso o “pecado” da inveja… O eneatipo 4 não deseja ter para si o que é do outro, mas se compara e sempre acha que falta alguma coisa em si ou na sua vida.
Gostam de criar ambientes harmônicos… São centrados nas pessoas, têm alma de terapeuta, são empáticos, intuitivos, captam e acolhem os sentimentos e emoções dos outros.
Abertos a inovações e com senso estético muito aguçado, podem ser visionários e com senso de melhoria… Entretanto, acabam tendo dificuldades de realização por conta de uma certa vergonha social, que fica oculta em seu mundo interno.
Demonstram uma certa melancolia mas, quando integrados e conectados ao seus propósitos, são muito intensos em realiza-lo.
Tendem a se desvincular das pessoas em ambientes em que se sente pressionado… Entretanto, à medida em que buscam o autoconhecimento e o amadurecimento em termos psíquicos, passam a ter auto-aceitação sadia e capacidade crítica em relação à realidade.
Aprendem a trabalhar com críticas e em ambientes de grande turbulência, levando todo o seu equilíbrio às pessoas ao seu redor. São participativos nas equipes, com um grande senso de lealdade.
TIPO 5 (avareza e objetividade):
Racionais, os indivíduos do tipo 5 trazem, em sua personalidade, os traços de objetividade, capacidade de síntese, concentração, foco e grande poder mental.
Pensam muito, são curiosos, pesquisam e inventam… Bons ouvintes e, muitas vezes, colecionadores…
Não demonstram, mas têm uma grande energia interna, com a qual evitam tomar contato, pois acreditam que podem não controla-la. Da mesma forma, o eneatipo 5 procura tomar pouco contato com as emoções e não se envolver demais nas relações, pois sente que isso pode esgotá-lo e que ele pode perder a identidade… Que pode ser “aniquilado” se misturar-se demais.
Assim, reduz ao mínimo suas necessidades pessoais, abstendo-se do mundo e dos contatos. São discretos, mas silenciosamente, fazem acontecer.
Quando imaturos são mais fechados. Quando maduros, têm grande capacidade de colocar os conhecimentos em prática e oferecer importantes trabalhos ao mundo.
TIPO 6 (medo e coragem):
Alertas, atentos a incoerências e a possíveis acontecimentos… Muitas vezes, vivem em um certo estado de apreensão e preocupação com o futuro.
Sabem trabalhar em grupos, são confiáveis, amigos leais e capazes de sentimentos ternos e profundos. Procuram ser imparciais e cercarem-se de muita informação para tomar decisões.
Muitas vezes identificam-se com um necessidade de reagir à sua ansiedade interna, causada por uma falsa crença de que não receberão o apoio de que necessitam.
Pelo seu natural estado de alerta, desenvolvem muito a intuição e equilibram-se pela espiritualidade, pela fé e pelo desenvolvimento da confiança na vida, que alimenta sua coragem e harmonia interior, tornando-se calmos e serenos.
TIPO 7 (gula e temperança):
Curiosos e voltados ao prazer, as pessoas de eneatipo 7 estão sempre em busca de novas experiências, realizam muitas atividades positivas e estimulantes.
Irradiam otimismo, são cheios de ideias e planos e podem trabalhar exageradamente… Não costumam perceber as falhas, nem as suas nem das pessoas ao seu redor.
Sentem que nunca experimentaram o suficiente e vão de experiência em experiência, o que pode esconder uma sensação de vazio interior.
Correm o risco de ficar na superficialidade, mas quando amadurecem como pessoas, demonstram a virtude da temperança, fazendo melhores escolhas, aprofundando-se, com grande senso de responsabilidade, sempre mantendo seu bom humor!
TIPO 8 (luxúria e inocência):
Fortes e energéticos, transmitem claramente estas características por onde quer que passem!
Têm grande percepção e senso crítico, conseguindo achar os mínimos erros e incoerências… Podem ser dominadores e imporem-se com veemência.
Percebem e reagem a ambientes falsos. Tem enorme senso senso de responsabilidade e solidariedade, com toda a energia de ação e realização…
Sentem que o ambiente em que cresceram foi duro com eles, por isso são bastante rigorosos e, muitas vezes, têm dificuldade de confiar… Entretanto, defendem os mais fracos e, quando maduros, são capazes de enormes ações em prol do bem comum.
São amigos leais e protetores!
TIPO 9 (preguiça e ação):
Generalistas, voltados à necessidade do grupo e da harmonização.
Muitas vezes, deixam de expressar suas opiniões com medo de gerar alguma desarmonia… Podem, com isso, ir deixando de se perceberem, de perceberem a própria importância e necessidades.
Assim, desenvolvem o desejo de não se deixar afetar pela vida, o que diminui também sua vitalidade.
Quando maduros, desenvolvem profundo senso de interdependência, sano objetivos, orientados a metas e realizações, sabem fazer escolhas, são presentes e estruturadores nas relações e nos projetos e que se envolvem, com continuidade e sustentação no tempo.

O encontro da essêncida de cada eneatipo.

Estas descrições são bastante generalistas, mas abrem o início da trilha para quem quer conhecer e, quem sabe, caminhar por esta linda mandala!
O Eneagrama é um caminho de vida, um sistema de entendimento do Ser que combina psicologia, espiritualidade, filosofia e muita, muita prática, com ferramentas efetivas para uma vida com muito mais plenitude!
Quando percebemos e acolhemos nossa forma de estar no mundo, vamos nos tornando também mais perceptivos de quando estamos tomando caminhos que nos impulsionam e equilibram ou caminhos que nos levam ao stress, ao desequilíbrio. Desenvolvendo este olhar, podemos perceber o “buraco” antes de cair nele.
Tornamo-nos também mais empáticos com os outros, reconhecendo que sua forma de se expressar tem a ver com suas vivências e com a forma que enxerga o mundo.
Conhecer a si mesmo é um caminho de aventura, de verdade e de coragem! Mais que isso, é um caminho de retorno à essência, do reconhecimento e integração de sua missão de vida, daquilo que te mobiliza a oferecer ao mundo
Cada eneatipo traz, em sua essência, a sua missão!
*Terapeuta, coach sistêmica, especialista em Eneagrama e Psicologia Transpessoal. Tem como missão de vida cuidar de pessoas, para que realizem as transformações que desejam em suas vidas e relações e tornem-se líderes de si mesmos, vivendo com inteireza e plenitude,
Atende individualmente e ministra cursos de Eneagrama para grupos e equipes de empresas.
É sócia da cuidadoria, empresa que desenvolve pessoas e equipes e líderes para relações mais harmônicas, criativas, produtivas, com propósito e bem-estar.
Estudou Psicologia Transpessoal na Associação Luso Brasileira de Transpessoal, Master Coach, Mentor e Counselor, Eneagrama e suas aplicações com indivíduos, grupos e organizações, Futuro e Novas Economias, Empreendedorismo Criativo, entre outras ferramentas. Estuda Arteterapia e terapia com mandalas.
Contatos: 
Telefone: (11) 9 4887 0841
E-mail: thianne@cuidadoria.com
Redes sociais: Thianne Martins


Fonte:https://www.nowmaste.com.br/o-que-e-o-eneagrama-e-porque-ele-e-um-caminhefetivo-para-uma-vida-melhor/

Postagens mais visitadas deste blog

APRENDA COMO FAZER CONTATO COM SEU ANJO E GUIAS ESPIRITUAIS - TEXTOS DE VÁRIOS AUTORES

PARA ONDE VAMOS QUANDO MORREMOS,SEGUNDO A DOUTRINA ESPÍRITA ?

O GATO NA MITOLOGIA SAGRADA EGÍPCIA