5 FILMES DA NETFLIX RETRATAM O VALOR DA PEDAGOGIA

5 filmes da Netflix retratam o valor da Pedagogia

Filmes mostram que, quando comprometida com a formação do sujeito, a Pedagogia tem alto poder de transformação
 
Educar é assumir um compromisso com a formação de um sujeito em sua integralidade, é trabalhar com a dimensão intelectual, mas também com a física, emocional, social e cultural. É considerar o estudante como o centro do processo de aprendizagem e partilhar a construção do conhecimento.
O Carta Educação selecionou cinco filmes disponíveis na Netflix para mostrar que, quando em diálogo com a realidade e comprometida com os estudantes, a Pedagogia tem um alto poder de transformação.
1. Preciosa – Uma história de Esperança (2009)
A jovem Claireece “Preciosa” Jones tem uma vida marcada por abusos. Grávida de seu próprio pai pela segunda vez, humilhada pela mãe, sem saber ler nem escrever, a jovem vê possibilidades de mudança ao ser transferida para uma escola alternativa e conhecer a professora Rain, que a ajuda no resgate de sua identidade e autoestima.
2. Escritores da Liberdade (2007)
Baseado em uma história real, o filme conta a história da novata professora Erin Grunwell, que chega a uma escola marcada por separatismos e preconceitos raciais. Obstinada a mudar a realidade da escola e de seus estudantes, a docente parte das histórias dos jovens para promover transformação.
3. A Voz do Coração (2003)
O professor Clément Mathieu assume a missão de ensinar música a crianças de um pensionato. Contrariando os métodos rígidos utilizados para conter as crianças indisciplinadas, o professor estrutura um coral e modifica as relações existentes.
4. O Sorriso de Monalisa (2003)
A recém-formada Katherine Watson é contratada para lecionar História da Arte na Wellesley College, uma escola só para mulheres. Além de lecionar, a educadora começa a confrontar os valores conservadores da instituição e a mostrar às suas alunas, de famílias tradicionais, que elas poderiam querer mais do que se casar no futuro.


5. O Aluno (2010)
O filme reconta a história de Kimani Maruge Ng’ang’a, um queniano que foi preso e torturado por lutar pela liberdade de seu país. Aos 84 anos, quando soube de um programa governamental de escolas para todos, Maruge se candidata a uma escola primária que atende crianças de seis anos de idade. Sua entrada acontece graças ao apoio de uma das professoras e ele também se torna um grande educador.

 Fonte:http://www.cartaeducacao.com.br/reportagens/5-filmes-da-netflix-retratam-o-valor-da-pedagogia/