O LAGO DOS CISNES - UM BELO BALÉ DRAMÁTICO RUSSO


O Lago dos Cisnes
Música: Tchaikovsky
Coreografia: Marius Petipa e Lev Ivanov
Estréia: 1895 em São Petersburgo, Rússia
O Lago dos Cisnes é um balé em 4 atos, um dos mais populares e um verdadeiro conto de fadas. Existe a princesa, o príncipe, o bruxo, encontros, desencontros e um final feliz, onde o bem triunfa sobre o mal.
Sua primeira apresentação foi em Moscou em 1877, com coreografia de Julius Reisinger; um verdadeiro fracasso, não só pela coreografia pobre como também pela atuação da bailarina.
Sua segunda versão que permanece até hoje, teve a coreografia do 1° e 3° atos de Marius Petipa e do 2° e 4° de Lev Ivanov. Os de Petipa são vigorosos e técnicos, enquanto os de Ivanov são extremamente poéticos.
História:
O príncipe Siegfried está completando 21 anos e a rainha, sua mãe, decidiu que no baile de seu aniversário, ele deveria escolher uma noiva. O príncipe, que não estava preocupado com isto, vai comemorar com seus amigos e resolve sair para caçar à noite. No lago repleto de cisnes, se prepara para atirar, quando vê todos os pássaros se transformarem em lindas princesas. A rainha dos cisnes, Odete, dança com ele e conta que todas estão sob o feitiço do feiticeiro Rothbart; durante o dia são cisnes e só a noite voltam a ser mulheres. O encanto só se quebrará se um jovem lhe jurar fidelidade, à meia noite. Siegfried declara seu amor e a convida para o baile, para apresentá-la como sua noiva e livrar a moça de seu encantamento.
No dia seguinte no baile, sua mãe lhe apresenta muitas jovens, mas o príncipe espera com ansiedade a chegada de Odete. De repente, num grande estrondo chega um nobre , que na verdade é o feiticeiro que traz sua filha com a aparência de Odete. O príncipe a apresenta, dizendo que é sua noiva, mas nota que ainda não é meia noite, fica desesperado por só então perceber que aquela não é Odete, mas já tinha dado sua palavra. Muito triste vai até o lago, onde encontra sua amada e suas amigas, conta a ela o que aconteceu e ela o perdoa; juntos se jogam no lago e neste momento o encanto se quebra, o reino do feiticeiro desmorona, ele morre e o príncipe e sua princesa serão felizes para sempre.
SINOPSE

Adelaide Giuri como Odette e Mikhail Mordkin como Príncipe Siegfried em montagem de 1901 no Teatro Bolshoi, Moscou

O Lago dos Cisnes (em russo: Лебединое Озеро, Lebedinoye Ozero) é um balé dramático em quatro atos do compositor russo Tchaikovsky e com o libreto de Vladimir Begitchev e Vasily Geltzer. A sua estreia ocorreu no Teatro Bolshoi em Moscovo no dia 20 de fevereiro de 1877, sendo um fracasso não por causa da música, mas sim pela má interpretação da orquestra e dos bailarinos, assim como a coreografia e a cenografia. O balé foi encomendado pelo Teatro Bolshoi em 1876 e o compositor começou logo a escrevê-lo.

Ato I

No castelo realiza-se com toda a pompa o aniversário do príncipe Siegfried. A rainha oferece ao filho como presente uma balestra e pede-lhe que, no dia seguinte, escolha uma esposa entre as convidadas da festa. Quando os convidados saem do castelo, um grupo de cisnes brancos passa perto do local. Enfeitiçado pela beleza das aves, o príncipe decide caçá-las.

Ato II

O lago do bosque e as suas margens pertencem ao reino do mago Rothbart, que domina a princesa Odette e todo o seu séquito sob a forma de uma ave de rapina. Rothbart transformou Odette e as suas donzelas em cisnes, e só à noite lhes permite recuperarem a aparência humana. A princesa só poderá ser libertada por um homem que ame apenas a ela. Siegfried, louco de paixão pela princesa das cisnes, jura que será ele a quebrar o feitiço do mago.

Ato III

Na corte da Rainha aparece um nobre cavalheiro e sua filha. O príncipe julga reconhecer que a filha do nobre cavalheiro Odile é a sua amada Odette, mas na realidade por baixo das figuras do nobre cavalheiro e a sua filha escondem-se o mago Rothbart e a feiticeira Odile. A dança com o cisne negro decide a sorte do príncipe e da sua amada Odette: enfeitiçado por Odile, Siegfried proclama que escolheu Odile como sua bela futura esposa, quebrando assim o juramento feito a Odette.

Ato IV

Os cisnes brancos tentam em vão consolar a sua princesa. Mas Odette destroçada pela decisão do príncipe, aceita a sua má sorte. Nesse momento surge o príncipe Siegfried que explica à donzela como o mago Rothbart e a feiticeira Odile o enganaram. Odette perdoa o príncipe e os dois renovam os votos de amor um pelo o outro. O mago Rothbart, impotente contra esse amor, decide se vingar dos dois e então inunda as margens do lago, Odette e as suas donzelas logo se transformam em cisnes novamente e o príncipe Siegfried, tomado pelo desespero, se afoga nas profundas e turbulentas águas do lago dos cisnes. O príncipe não sobrevive, e Odette com a dor que sente em perder o amado, morre. Uma trágica morte de amor.