DIMENSÃO DOS SONHOS



.
.



Nos dias atuais vêm se difundindo muitas informações erra­das acerca da Dimensão dos Sonhos. Assim, senti que seria muito importante partilhar os ensinamentos que recebi a fim de repassar àqueles que realizam Viagens fora do corpo um antigo Sistema de Conhecimentos.

Segundo a Tradição Choctaw, existem quatro espécies de sonhos. Esses sonhos das horas de sono são os que se produ­zem quando você está dormindo. O primeiro tipo de sonho é um sonho de "propriedade" e pressagia acontecimentos que trarão bens materiais ao sonhador. Este sonho é provocado pe­los Guias do indivíduo adormecido, sendo chamado também de sonho de "riqueza". Seu objetivo é mostrar quais as situa­ções materiais que poderão propiciar abundância àquela Ten­da. Através desse tipo de sonho pode-se prever o nível de pros­peridade que aquela pessoa terá durante o resto de sua vida.


O segundo tipo de sonho é um sonho "sem importância". Neste tipo de sonho tudo aquilo de que a pessoa se lembra, ao despertar, são retalhos ambíguos ou incertos de pensamen­tos soltos. Esses sonhos não têm nenhum valor real, em virtu­de da falta de informação apresentada, e são os mais baixos em importância na escala dos Totens. Esses sonhos são tam­bém denominados sonhos que "não denunciam nada", por­que nenhum segredo é revelado.


O terceiro tipo de sonho é um sonho de "desejo" e pode conter as esperanças do sonhador com relação a seu futuro, que nem sempre se manifestam fisicamente, porque a confiança não lhes dá apoio. Se esse tipo de sonho é sonhado por outra pessoa e tem você dentro dele e você é informado disso, o so­nho pode ter algum valor positivo. É claro que ele pode não se realizar devido ao fato de você ter livre arbítrio. Em termos modernos, o sonho de "desejo" pode ser o plano quimérico de alguém que está sempre tendo sonhos de grandeza mas não trabalha para esses objetivos.


O quarto tipo de sonho é um "Sonho de Cura" e traz a visão do futuro de uma pessoa de forma correta e impecável. Esse tipo de sonho das horas de sono é um dom raro e é o tipo mais procurado por aqueles que sondam o Vazio. É um costume tribal não falar desses sonhos a ninguém até que uma outra pessoa tenha sido avisada por uma visão aparecida nos momentos de vigília que você teve um Sonho de Cura. Nesse ponto, se o Sonho de Cura era algo que viria ajudar toda a Tribo ou Nação, o sonhador podia decidir se devia, ou não, "abrir a visão" contando-a aos outros. Se a visão tida pelo outro quando desperto fosse compartilhada, e se os anciãos vissem o valor do sonho original ocorrido durante o sono, po­dia o sonho determinar futuros planos da Tribo. Ainda hoje é importante acreditar nos Sonhos de Cura e segui-los. Negar um tipo de mensagem tão importante seria o mesmo que ne­gar o valor da Cura Grupal.


Nos tempos antigos, quando um Sonho de Cura não era atendido, os Guias de Cura poderiam se negara prestar qual­quer auxílio dali por diante. Quando alguém renegava a sua própria Magia, poderiam seguir-se anos de muita amargura, repletos de um profundo sentimento de frustração. Por isto, raramente o sonhador deixava de colocar em prática as men­sagens que o sonho havia sugerido.


Estes são os sonhos que decorrem das horas de sono, mas não são os sonhos acordados que provêm dos momentos de sonho. Joaquin foi muito cuidadoso quando começou a me iniciar nas Viagens pela Dimensão dos Sonhos. Esses sonhos acordados representam jornadas fora do corpo e sobrevêm na­queles instantes em que você está totalmente consciente de que seu corpo físico está inserido no mundo, estando, ao mesmo tempo, consciente de estar dentro do sonho. A Dimensão dos Sonhos é um universo paralelo. Todas as coisas que ocorrem nesse tempo e espaço paralelos afetam diretamente a nossa rea­lidade física.


Na realidade paralela da Dimensão dos Sonhos sua alma ou seu espírito opera continuamente, enviando-lhe um tipo de informação necessária para que você possa estar consciente de todas as coisas que estão acontecendo na vida física. E como is­to se dá? Normalmente, na Dimensão dos Sonhos, seu espírito ou duplo do corpo consegue captar algum fragmento de uma in­formação que você necessita obter. Já que a Dimensão dos So­nhos constitui uma realidade paralela, ela pode se assemelhar a uma duplicata exata do local onde você se encontra. A princi­pal diferença é que neste outro nível não existem limitações. As­sim como você não está usando seu corpo físico nesta Dimen­são dos Sonhos, você consegue, por exemplo, voar pelo espaço, atravessar paredes ou mergulhar dentro de um solo rochoso.


Os sonhos despertos da Dimensão dos Sonhos, obtidos em estado de Vigília, podem volver à tona durante a realidade do sono toda vez que houver uma necessidade muito grande de obter uma informação. Muitos Sonhadores em nosso mun­do moderno estão tão ocupados com sua vida cotidiana que as suas visões da Dimensão dos Sonhos precisam se impor nos seus momentos de sono para que eles se dêem conta de suas mensagens. Creio que esta foi a razão pela qual as diferenças entre os dois níveis ficaram tão confusas nos últimos anos. No mundo de hoje os Sonhadores não são tão reconhecidos e aca­tados como eram no passado. Um Sonhador era altamente res­peitado e ocupava um posto de honra em sua Tribo ou Nação. O papel do Sonhador era equivalente ao de um profeta ou cu­randeiro nos dias de hoje.


Os Sonhadores usavam diversos instrumentos que lhes per­mitiam atravessar as barreiras do Tempo e do Espaço até con­seguirem "ver" ambas as realidades. Alguns Sonhadores con­seguiam sair do corpo empregando a batida dos Tambores, en­quanto outros "fumavam a pessoa" necessitada de cura. Am­bas as técnicas ajudavam o Sonhador a penetrar na realidade passada ou futura, em busca das respostas necessárias para efe­tivar a cura de um paciente. Se a pessoa em busca de trata­mento estiver parada na bifurcação da trilha, atravessando uma crise de indecisão, pode ser trazida de volta ao Caminho Sa­grado através destes métodos de cura.


A realidade da Dimensão dos Sonhos é tão antiga quan­to o nosso universo e contém todos os portões que nos permitem abrir novos níveis de consciência. Muitas "almas trans­missoras" que já haviam sido sonhadoras antes estão desper­tando agora para reencontrar sua habilidade de viajar pela Di­mensão dos Sonhos. Uma "alma transmissora" é aquela que trouxe dons e habilidades adquiridas em outras vidas para se­rem usadas na sua vida atual. Em geral esses talentos já ha­viam sido bem desenvolvidos anteriormente, e os sinais se ma­nifestam muito claramente durante a infância.

Fonte : Celia H Barcellos [celiahbarc@uol.com.br]